fbpx

Goiânia lidera o número de casos de dengue em Goiás

Na capital de Goiás, imóveis fechados ou que se encontram abandonados estão sendo fiscalizados por agentes de combate à dengue. De acordo com informações da Prefeitura de Goiânia, caso o proprietário do imóvel que necessite de vistoria não seja encontrado, as equipes poderão entrar na residência com o auxílio de um chaveiro. A ação é amparada por […]


Goiânia lidera o número de casos de dengue em Goiás

Na capital de Goiás, imóveis fechados ou que se encontram abandonados estão sendo fiscalizados por agentes de combate à dengue. De acordo com informações da Prefeitura de Goiânia, caso o proprietário do imóvel que necessite de vistoria não seja encontrado, as equipes poderão entrar na residência com o auxílio de um chaveiro. A ação é amparada por liminar judicial e o trabalho é realizado por agentes de combate de endemias, auditores fiscais de saúde pública e guardas civis.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), as intervenções são importantes para eliminar focos e a proliferação do mosquito Aedes Aegypti que, apesar do pequeno tamanho de 7 milímetros, transmite dengue, febre amarela, zika e chikungunya.

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Goiânia já registrou mais de 2.475 casos de dengue desde o início do ano e está entre os três municípios com maior incidência no estado. São Luís de Montes Belos e Cristalina também contabilizam mais de 2 mil registros. Em Goiás já foram notificados mais de 23 mil casos.No ano passado, a SES registrou 40 mortes causadas pela dengue.

Para evitar o agravamento dos casos na região, a população também precisa contribuir;  basta tampar os tonéis e caixas d’água, manter calhas sempre limpas, deixar garrafas e recipientes com a boca para baixo, limpar semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia, tampar as lixeiras, limpar os ralos e colocar tela. É importante não deixar água parada!